Rendez-vous

Uma música eletrônica, que eletrizava. Um sintetizador que acendia conforme pressionado. Harpa a laser. Imagens geométricas reproduzidas no ‘sofisticado’ movimento repetitivo de um gif, enquanto… fogos de artifícios estouravam entre prédios espelhados que, com o reflexo, era o mapping dos anos 80.  \o/ O encontro com Jean Michel Jarre foi marcante na época. Quem viu,Continuar lendo “Rendez-vous”

Não tem quem escape.

  Começa numa explosão de felicidade recheada de presentes vindos da fada, da pombinha, do ratinho e mais do que de repente o mundo de leite vira permanente. Sem mandar presente, sem um lembrete. Porém a banguelice é bonitinha…(no começo). Alguns dentes caídos me valeram a troca por LPs da Rita Lee. Esse acúmulo –  era oContinuar lendo “Não tem quem escape.”

Café & Caneta #1

Desde sempre eu faço as coisas ouvindo música. No trabalho não é diferente. Desde o começo da Radio, as rádios de internet e do Itunes foram as minhas primeiras companheiras. Ai, veio o Spotify e reuniu tudo em um aplicativo. Hoje ele e minha caneca são tão fundamentais, quanto a minha caneta hidrográfica preta eContinuar lendo “Café & Caneta #1”